quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Produção de eventos e as novas mídias

Com o crescente acesso às novas tecnologias da informação, novas formas de promoção ganham espaço na comunicação e no marketing. Inicialmente o ambiente web era visto apenas como ferramenta de comunicação interna nas empresas, como o uso do e-mail

A Internet evolui para uma Web 2.0 e novas formas de relacionamento aparecem com as redes sociais e estas possibilitam diversos usos, podemos citar alguns: promoção de produto, pesquisa diretamente com o público, relacionamento corporativo entre unidades.
Novas Mídias

O composto de comunicação e marketing das empresas promotoras de eventos devem considerar o uso das redes sociais como mais uma estratégia de marketing. Novas formas de divulgação podem fazer parte das ações táticas, independente do tamanho do evento – para um mega-evento com 500 mil participantes ou para um pequeno evento com 50 ou 100 convidados. A diferença está no entendimento das mídias sociais. Vivemos num mundo em que compartilhar é vital para o relacionamento entre empresas ou pessoas.
As rede sociais mais populares como Facebook, Orkut, Twitter, Flickr e Youtube e as segmentadas como FourSquare, devem ser consideradas no planejamento do evento tanto no pré-evento como no pós-evento se desenvolvendo ao lado de outros formatos de Below the line.

As fases do evento
No pré-evento as redes sociais podem contribuir com a construção de imagem para as marcas envolvidas, definindo necessidades e desejos e dimensionando o público-alvo. Já na fase seguinte, as redes sociais ajudam a consolidar as ações de relacionamento entre os diversos públicos. Além de ser um meio de divulgação em tempo real criando ainda mais expectativas naqueles que não foram. É possível monitorar as interações que venham ocorrer para perceber a dimensão do evento fora do alcance de suas fronteiras físicas. As redes sociais têm o poder de manter na memória das pessoas as lembranças do evento e ainda criar desejo e expectativa para o próximo. A força do compartilhamento contribui com a comercialização do evento ao ampliar a divulgação da marca, do patrocinador e/ou parceiro, nas redes sociais conforme plano de ação. As ações podem ser segmentadas em redes de relacionamento, divulgação de informações, apresentação de resultados, compartilhamento de imagens, vídeos e sons.

Podemos citar 6 ações básicas para integrar um evento com o mundo virtual.

1. Integração das ações
As redes sociais podem integrar todas as ações de um evento durante as etapas de produção, criando conversas relevantes e disseminadoras de informação. Com conteúdo de teaser, ou seja, dando dicas sobre o futuro evento, com cobertura do evento em tempo real, e gerando feedback no pós-evento. Há diversas ferramentas para que isso seja praticado como informações para compartilhamento no Twitter, com estímulo através de promoções, postagens de imagens de bastidores no facebook e check-in no Foursquare. E se o evento for um show, sem dúvida, o uso do live-streaming, transmissão ao vivo, é um grande diferencial. E ainda em crescimento no país há o uso dos QR Codes e Stickybits para disseminar conteúdo aos participantes e permitir melhor interação criando algo diferente dos tradicionais brindes de eventos.

2. Ambiente Digital próprio
As mídias sociais são fundamentais para divulgação de um evento, mas ter um site próprio que concentre as informações é essencial. O site deve ser atualizado o tempo todo com fotos e vídeos. Informações úteis de como chegar, como comprar ingressos, serviço de localização e indicações de serviços próximos ao evento. É interessante criar um blog para transmitir essas informações num formato mais informal, coloquial e abrindo espaço para o participante tirar dúvidas.

3. Geolocalização
Geolocalização vai muito além de dizer para os amigos que se está num local bacana. Há possibilidade de marketing para um evento que vão desde saber quem está no local, informar dicas de serviços e oferecer brindes aos participantes.

4. Twitter – rede de informações
A rede de microblog mais famosa do mundo é ferramenta básica para manter-se atualizado sobre informações sobre o mercado de atuação. Assim, para quem trabalha com eventos, é importante para procurar local adequado, novos hotéis, criar parcerias, conhecer novos profissionais e saber das condições de acesso a determinados locais, enfim, o twitter é uma rede de negócios para networking.

5. Rede Colaborativa
Criar um ambiente digital colaborativo mantém o evento permanente, cria redes de relacionamento e possibilita uma disseminação do conteúdo e principalmente, permite aos participantes uma vivência e/ou experiência com o tema do evento.

6. Vender Online
Não só as redes sociais geram grande impacto no seu evento, atualmente é indispensável disponibilizar a venda de ingresso dos seus eventos pela internet. Hoje em dia a internet é o principal canal entre o produtor e o seu público e quanto mais fácil essa conexão, maior será o sucesso do seu evento. Você sabia que cerca de 90% dos ingressos de grandes shows são vendidos online? Confira neste post todas essas vantagens.

E conheça também o RockBee, plataforma conhecida e indicada por nós do Produzindo Eventos para vender os ingressos da sua produção. É um site descomplicado e super eficaz quando o assunto é vender seus ingressos pela internet.

Orgulho de Participar
Produção de Eventos e Mídias Sociais são duas áreas que devem caminhar juntas em qualquer estratégia de marketing. Portanto, considere adquirir mais conhecimento de cada ferramenta para não ficar apenas no uso de modismos e ter em mente que um evento deve criar e manter uma lembrança na mente do participante, para que este tenha o orgulho de dizer: Eu fui!

FONTE: PRODUZINDO EVENTOS.

Publicidade

Publicidade

Arquivo