Numa ampla área verde e ensolarada na Cidade Ocidental (GO), um espaço de religiosos franciscanos, fundado há 36 anos recebe milhares de católicos ao ano. Todo primeiro sábado de agosto, o santuário Jardim da Imaculada organiza o Canta Jardim — festa de adoração, louvor e orações, como forma de homenagear o início do mês das vocações. O evento contará com a participação de cantores e bandas católicas. O local das comemorações é sede nacional do movimento da Milícia Imaculada (MI) no Brasil e também casa de formação inicial de freis, que costuma receber peregrinos de todo o país. A previsão é que o Canta Jardim atraia em torno de 45 mil pessoas este fim de semana.

Foto: João de Castro.

Nesta edição, a programação contará com a presença de frei Josué e Comunidade Mel de Deus, frei Paulo Maria e irmã Zélia. No palco central, haverá shows e pregações. Os fiéis também poderão presenciar a chegada de helicóptero das imagens do Divino Pai Eterno, vinda de Trindade (GO), e de Nossa Senhora de Fátima, vinda de Portugal. A MI oferecerá ainda atividades específicas no auditório do santuário.

Para o reitor do santuário, frei Flávio Freitas, o Canta Jardim é mais que um encontro religioso e musical. “O evento foi evoluindo ao longo dos anos e, hoje, também tem um papel social e cultural. Contaremos com palestras, cantinho para as crianças, além de atendimento médico e outros serviços.” Freitas explica que esta edição é mais que especial: ela lembra os 75 anos de martírio dao frei Maximiliano Maria Kolbe, um dos precursores da ordem franciscano, além de ser uma preparação para o aniversário de 300 anos do Encontro da Imagem da Nossa Senhora Aparecida, dos 100 anos da Nossa Senhora de Fátima das Aparições e do centenário de fundação da Milícia da Imaculada — todos comemorados em 2017.

Lugar de adoração

O santuário é aberto diariamente ao público. No jardim, fica a igreja. Construído na década de 1980, o templo homenageia Nossa Senhora da Imaculada Conceição e São Maximiliano. O espaço foi revitalizado há três anos, mas manteve as bases da construção original. A forma do edifício imita um manto de Nossa Senhora.

Para os frequentadores do Canta Jardim, o santuário é um lugar para celebrar a fé e a religião católica. “Será um momento de bênçãos caindo do céu. Precisamos de muita misericórdia nesses tempos violentos”, afirma o motorista Stein Klein Barbosa, 40 anos, morador do Novo Gama. A mulher dele, a coordenadora da Pastoral da Criança Elaine Cristina, 37, também está animada para a celebração. “Espero que todos possamos pensar em como receber os ensinamentos de Deus e ter mais solidariedade com o próximo.”

História

A Cidade Ocidental é a terceira cidade no mundo a receber a sede da Milícia Imaculada — as outras ficam na Polônia e no Japão. O movimento foi fundado pelo frei polonês Maximiliano Kolbe, em 16 de outubro de 1917. O padre missionário franciscano morreu como mártir no campo de concentração nazista de Auschwitz, como voluntário para morrer no lugar de outro homem. “Quando alguém fugia no local, 10 outros prisioneiros eram castigados pelos soldados alemães, com o objetivo de incentivar os cativos a vigiarem uns aos outros”, explica o frei Freitas.

Como punição quando alguém fugia, os nazistas escolhiam 10 pessoas aleatoriamente e as colocavam no chamado “bunker da fome” — um lugar pequeno onde os prisioneiros eram deixados, sem comer, até a morte. Ao ver o desespero de um pai de família escolhido para sofrer o castigo, Kolbe se ofereceu para tomar seu lugar. Em 1982, o religioso foi canonizado pelo papa João Paulo II.

"O evento foi evoluindo ao longo dos anos e, hoje, também tem um papel social e cultural" 

frei Flávio Freitas, reitor do santuário

19º Canta Jardim
Hoje, a partir de 9h, no Santuário Jardim da Imaculada, Quadras 34/35, Área Especial, Cidade Ocidental 
Telefone: (61) 3605-2652

Programação
» 9h — Procissão com a imagem da Sagrada Família com frei Paulo Maria. Em seguida, louvor e oração (consagrado André e Ministério de Música MI)

» 10h — Palestra: Espiritualidade na família, com frei Paulo Maria
» 11h30 — Testemunho com a consagrada Lilia, da JMI – Juventude da Milícia da Imaculada
» 12h — Almoço
» 13h30 — Divulgação do livro Os dons do Divino Espírito Santo, com o autor, padre Ailbe

» 14h — Palestra: Política na família, com Paulo Fernando;
» 15h30 — Música e Terço da Misericórdia (consagrado André e Ministério de Música MI)
» 16h — Missa com dom Waldemar Passini (bispo Coadjutor de Luziânia)


Fonte: Redação.