Segundo o delegado responsável pelo caso, o número de vítimas não para de crescer. No total, foram feitos 15 vídeos que se espalharam pela região


Quase 80 adolescentes foram vítimas de difamação sexual em Planaltina de Goias, região do Entorno do Distrito Federal. Segundo a polícia local, alguém pegou fotos das garotas nas redes sociais e usou as imagens para fazer um vídeo com legendas pornográficas. As imagens têm causado confusão na cidade.

As fotos são aquelas típicas de redes sociais: no espelho, na piscina, na escola. Contudo, as frases são bastante pesadas e todas de cunho sexual, que ofendem as garotas. Um dos vídeos termina com a frase: "fiquem ligeiras com seus namorados”.

No total, foram feitos 15 vídeos que se espalharam para todos da cidade e transformaram a vida das garotas em um pesadelo pesadelo. As vítimas são todas menores.

As meninas que aparecem nos vídeos, são estudantes, garantem ter boa índole e se dizem vítimas da "malfadada alhei", palavras de amigos e familiares que estão chocados com o fato. Ainda não se sabe o número total de vítimas porque, a todo momento, chega uma garota nova que apareceu nos vídeos para registrar queixa na delegacia.

O delegado Cristiomário Medeiros, que apura o caso, abriu uma única ocorrência com várias vítimas. Segundo ele, não só as pessoas que fizeram o vídeo poderão ser responsabilidade mas também aquelas que espalharam. Essas pessoas devem responder criminalmente por cada imagem usada na edição.