Prefeita em exercício, Edna Aparecida irá tocar o programa 10 Medidas de Transparência e Austeridade


Foto: Reprodução.O Ministério Público de Goiás (MP-GO) instaurou procedimento administrativo para acompanhar o efetivo cumprimento das ações descritas no programa 10 Medidas de Transparência e Austeridade, chefiado pela prefeita de Luziânia, Edna Aparecida Alves, que visa à criação de instrumentos para prevenir a corrupção no uso dos recursos públicos municipais.

Para o MP-GO, a iniciativa de Edna Alves é pertinente à atual conjuntura, sobretudo após o afastamento, no final de fevereiro, do então prefeito Cristóvão Tormin, denunciado por crime de importunação sexual contra servidora do município.
Programa

De acordo com a prefeita, o programa pretende iniciar uma gestão que traga benefícios à população local, adotando medidas que garantam que as ações sejam voltadas para o bem comum e o desenvolvimento da cidade.

Inicialmente, foram requeridas à prefeitura informações tais como o número de cargos comissionados existentes e extintos no Executivo, o número de efetivos e de contratados de qualquer forma, além de cópia da auditoria realizada em todos os contratos, especialmente no que se refere ao time de futebol Associação Atlética Luziânia e à empresa Termax Terraplanagem e Pavimentação Ltda.

O poder público municipal deverá, ainda, apresentar cópia do programa à Promotoria local. (Com informações do MP-GO).