Líder nas pesquisas no município goiano de Padre Bernardo, localizado no Entorno do Distrito Federal, o ex-prefeito e atual candidato Cyro de Melo (PSDB), já está dando trabalho para os seus adversários. O candidato teve seu pedido de candidatura deferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e agora coloca de vez o bloco na rua




A população de Padre Bernardo até hoje reconhece que Cyro de Melo foi o melhor prefeito que já sentou na cadeira do Executivo local.


Dona Alzira Lemos, moradora do centro, relata o trabalho de Cyro enquanto foi prefeito. “Eu moro em Padre Bernardo há 30 anos e nunca vi um prefeito que fez tanto igual Cyro. Eu e toda minha família iremos votar nele novamente. Já até gravei o número dele, é 45 na urna no dia 15 de novembro”, comemora a dona de casa.


Com todas as certidões negativas em dia, o prefeitável está limpo e pronto para disputar o pleito. A oposição, composta pelo complô de 4 candidaturas, vem condenando erroneamente o candidato e tumultuando o processo eleitoral na cidade.


O ex-prefeito quer voltar ao comando do Executivo e está com projeto pronto para o pleito, diferente dos seus adversários que não tem presença política forte e são aventureiros na disputa. “Vamos retomar essa prefeitura para voltar a dar alegria para o nosso povo”, garante.


Cyro é reconhecidamente um dos maiores prefeitos da história da cidade e teve como uma de suas marcas o forte investimento em educação. Agora, coloca em seu plano de governo para o mandato 2021-2024, além da educação, a geração de empregos e acesso à saúde. Cyro conhece como ninguém as necessidades da população.


Prefeito por dois mandatos (1997-2000 e 2001-2004) Melo construiu todo o sistema de esgoto e águas pluviais (saneamento básico) da cidade, 90% das escolas existentes hoje, o Hospital Municipal, várias pontes e mais de 1000km de asfalto. 


Cyro de Melo é engenheiro mecânico formado pela Universidade de Brasília (UnB) e segundo ele, “tem o compromisso de colocar Padre Bernardo nos eixos novamente com educação de qualidade e geração de emprego e renda”, afirmou.