Com 50% dos pulmões comprometidos, Joseph Batista deu entrada no HRL na véspera de Natal

Comemorar as festas de final de ano junto da família é tradição em todo mundo. Pessoas inclusive se deslocam por quilômetros apenas para rever seus entes queridos. Porém, com a o período pandêmico vivenciado, famílias deixaram de se reunir e a maioria das ceias contaram apenas com pessoas que moravam na mesma casa, menos na residência de Joseph Batista Soares Domingos, 31 anos, morador de Valparaíso (GO).

Por volta do dia 10 de dezembro o motoboy apresentou os primeiros sintomas da Covid-19 ao notar dificuldades respiratórias e dores nas costas. Ao procurar o Centro de Atendimento mais próximo realizou o exame e constatou resultado positivo, sendo imediatamente colocado em isolamento domiciliar.

Com o passar dos dias as dores no pulmão e nas costas aumentaram. Joseph então retornou ao Centro de Atendimento de seu município, onde recebeu o resultado de um novo exame que mostrava que 50% de seus pulmões estavam comprometidos. Assim, foi imediatamente encaminhado ao Hospital Regional de Luziânia (HRL) devido a estrutura hospitalar, que conta com leitos de UTI, aparelhos modernos e profissionais capacitados.

Joseph foi internado no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, deixando sua esposa e o filho de quatro anos apreensivos. Foram 17 dias de internação, onde o paciente recebeu o tratamento mais adequado de acordo com suas necessidades. A determinação de voltar para os braços da família redobrou as forças do paciente enquanto estava internado. Ele respondeu bem a toda assistência recebida pela equipe médica e sua evolução clínica foi diariamente constatada. Na última sexta-feira (8) ele finalmente pôde voltar para casa.

“Quero agradecer todos os profissionais de saúde, vocês são os verdadeiros super-heróis. Hoje tenho uma visão completamente diferente do que é a vida. Todos que chegaram aonde eu cheguei é porque tiveram a oportunidade de nascerem de novo”, agradeceu Joseph emocionado ao receber alta.

Durante sua saída, o motoboy foi recebido pelos profissionais de saúde juntamente de sua família ao som de “A Alegria”, canção do Padre Marcelo Rossi. Balões e cartazes também enfeitaram o corredor do hospital por onde o paciente saiu para reencontrar sua família. A esposa, filho e irmã de Joseph deixaram um cartaz na entrada na unidade hospitalar, agradecendo toda equipe do HRL pelo carinho e dedicação aos pacientes.

Agora, Joseph Batista continuará o tratamento em casa para se recuperar completamente da doença. A equipe do hospital acompanhará o motoboy virtualmente, analisando a necessidade ou não de um retorno ao HRL.

Tratamento

Todo paciente internado no HRL passa por um tratamento totalmente individual, em que cada etapa na recuperação é avaliada por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e psicólogos.

Desde a alimentação até os medicamentos consumidos são avaliados, a fim de diminuir o erro e acelerar a recuperação dos pacientes para que possam voltar em segurança para o conforto de suas casas. Além disso, os pacientes contam com raio-x moderno e um tomógrafo, essenciais para o diagnóstico do Covid-19 e o único na região do entorno do DF.

SOBRE HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente, a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde. Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

 

HOSPITAL REGIONAL DE LUZIÂNIA
Assessoria de Comunicação | Ecco Comunicação

Aline Marinho | (11) 95484-9927 | aline@ecco.inf.br  

Luiz Fernando Fernandes | (61) 99242-3668 | luizfernando@ecco.inf.br