A doação de sangue pode salvar a vida de inúmeras pessoas, de várias formas, inclusive de quem enfrenta uma doença autoimune chamada Trombocitopenia Imune Primária (PTI). E para alertar a população sobre o diagnóstico da doença que pode ser tratada a partir da transfusão de sangue, o Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED) se uniu ao departamento de Apoio ao Paciente, da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale) para promover a conscientização sobre a PTI.

 

A PTI, também conhecida como Púrpura Trombocitopenia Idiopática, é uma doença hemorrágica rara e autoimune causada pela baixa contagem das plaquetas sanguíneas. A doença autoimune ocorre quando o mecanismo de defesa do organismo, ou seja, o sistema imunológico, perde a capacidade de diferenciar agentes nocivos das células do próprio corpo, e dessa forma passa a atacar o próprio organismo, produzindo anticorpos contra as próprias plaquetas.

 

Uma das formas de tratamento de PTI é a transfusão de plaquetas, que são coletadas através da doação de sangue e distribuídas pela Hemorrede para unidades de saúde. Mas devido a pandemia, os estoques de sangue estão sofrendo com baixas em todo o Brasil. De acordo com dados da Hemorrede Pública, os estoques estão com um déficit de 20% em todo o estado.

 

As unidades IMED – Hospital Estadual de Formosa (HEF), Hospital Estadual de Luziânia (HEL), Hospital Estadual de São Luís dos Montes Belos (HESLMB) e Hospital Estadual de Trindade (Hetrin) realizam ações e atividades internas para conscientizar pacientes e profissionais de saúde, por meio de cards, flayers e cartazes. Além disso, a live do projeto de acolhimento musical, Amor Cantado, foi dedicada à campanha de conscientização sobre a Trombocitopenia Imune Primária (PTI).

 

Doar sangue é doar vida, e para incentivar a comunidade a participar dessa rede de solidariedade, o Hospital Estadual de Trindade (Hetrin) se uniu o Hemocentro de Goiá para promover a doação de sangue ao receber a unidade móvel para ajudar a aumentar os estoques de hemoderivados no Estado e o preenchimento de cadastros para doação de medula óssea. “O Hetrin reconhece a grande importância de promover durante todo o ano campanhas para a conscientização da doação de sangue, por isso, sempre fechamos parcerias com o hemocentro para ajudar a abastecer o estoque que vem sendo afetado pela pandemia”, afirma o Diretor do IMED, Getro Pádua.

 

Segundo a Abrale, cerca de 19 mil brasileiros são acometidos pela Trombocitopenia Imune Primária (PTI), com maior incidência em crianças e mulheres (73% dos casos). “A reposição frequente dos estoques de sangue é necessária para tratar anemias crônicas, doenças graves como a PTI, nos procedimentos de urgência, acidentes que causam hemorragias e no tratamento de câncer, por exemplo. Precisamos mostrar a segurança do procedimento e que há milhares de pacientes que necessitam deste ato de amor”, explicou o presidente da Abrale, Merula Steagall.

 

A segunda temporada da live Amor Cantado – Acolhimento Musical – episódio 49, é um dos mais importantes projetos do IMED de conscientização e amparo emocional a pacientes e equipes médicas, é transmitida para o HEF, HEL, HESLMB e Hetrin. “Doar sangue é um ato de amor, que pode salvar quem você ama e muitas outras pessoas que precisam da nossa solidariedade”, disse o cantor voluntário do projeto, Hercílio Ramos Júnior.