Setor atacadista do DF elogia novo pacote de medidas econômicas do GDF

O anúncio foi feito esta semana pelo governador Ibaneis Rocha e pelo secretário de Economia, André Clemente



Os empresários do setor atacadista do Distrito Federal receberam positivamente o lançamento de um novo pacote de 34 medidas, anunciado pelo Governo do Distrito Federal (GDF), esta semana, que faz parte da segunda etapa do Programa Pró-Economia. Trata-se de uma série de ações do governo para minimizar os impactos da Covid-19 sobre empresas e profissionais do DF para aquecer a economia.

"Entendemos ser de fundamental importância o olhar do governo para o setor produtivo do DF e suas necessidades para continuar gerando emprego e renda para a nossa cidade", afirma Lysipo Gomide, presidente do Sindicato do Comércio Atacadista do DF (Sindiatacadista-DF).

Segundo ele, mesmo com as medidas, o processo de recuperação das empresas ocorrerá gradativamente. "Estamos vivendo uma fase delicada do país e há vários empecilhos para a economia retomar o crescimento. Mas somos perseverantes e vamos conseguir", defende.

Na prática, as medidas foram divididas em três temas: Refis 2021; redução e isenção de impostos e convênios de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Confira, a seguir, todas elas:

1 – Refis 20021 – expectativa de receita em R$ 377 milhões e impacto positivo na arrecadação, com adesão estimada em R$ 1,496 bilhão;

2 – IPTU 1% para imóveis comerciais em construção;

3 – Isenção de ITCD às doações para o sistema de saúde privado;

4 – Redução do ITBI para 1% de janeiro a março de 2022;

5 – Redução de ISS para 3% para hotéis e hostels;

6 – Anistia de multas acessórias a empresas ativas no Cadastro Fiscal do DF a partir de 1º de março de 2020;

7 – Restituição em moeda quando a compensação for inviável;

8 – Isenção do IPTU e da TLP para associações de catadores de materiais recicláveis;

9 – Isenção de ICMS nas importações e operações com vacinas e insumos da vacina de covid-19;

10 – Isenção de ICMS para o medicamento destinado ao tratamento da Atrofia Muscular Espinal – AME;

11 – Pontuação em dobro do Nota Legal de 10 a 24 de dezembro de 2021;

12 – Alteração no Decreto RICMS (tinta automotiva);

13 – Institui o Comitê de Grandes Eventos do DF (CGEDF);

14 – Isenção de ICMS para absorvente feminino;

15 – Isenção de ICMS para equipamentos de aproveitamento das energias solar e eólica;

16 – Redução de ICMS para óleo diesel e biodisel a empresas de transporte público;

17 – Isenção de ICMS em produtos da cesta básica de materiais de construção;

18 – Redução de ICMS na devolução de bens, materiais ou peças com defeito;

19 – Isenção de ICMS na aquisição de equipamentos e insumos para o tratamento de pacientes renais;

20 – Isenção de ICMS em operações para Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e Hospitais Universitários (HUs);

21 – Isenção de ICMS nas operações internas com produtos vegetais destinados à produção de biodiesel;

22 – Isenção de ICMS nas operações com embalagens de agrotóxicos usadas e lavadas;

23 – Convênio de ICMS para concessão de crédito presumido na aquisição de energia elétrica e de serviço de comunicação;

24 – Isenção de ICMS para medicamentos destinados ao tratamento de câncer;

25 – Isenção de ICMS para aquisição de medicamentos pela administração pública;

26 – Isenção do ICMS às operações com equipamentos e insumos destinados à prestação de serviços de saúde;

27 – Isenção do ICMS nas operações com mercadorias ou bens destinados ou provenientes do exterior;

28 – Isenção do ICMS em operações com medicamentos para o tratamento de portadores do vírus HIV (Aids);

29 – Isenção do ICMS nas operações com medicamentos;

30 – Convênio de ICMS para equiparar à exportação o fornecimento de produtos para uso ou consumo de embarcações ou aeronaves estrangeiras aportadas no País;

31 – Autoriza concessão semelhante no tratamento tributário do ICMS nas operações de órgãos da administração pública por meio dos Consórcios Brasil Central, Nordeste e Amazônia Legal;

32 – Isenção de ICMS na prestação de serviço de transporte realizada como prevenção e enfrentamento ao coronavírus;

33 – Isenção de ICMS para o medicamento destinado ao tratamento da Atrofia Muscular Espinal – AME;

34 – Previsão de sorteio semestral do Nota Legal.

Sobre o Sindiatacadista/DF - O Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal (Sindiatacadista/DF) representa todo o comércio atacadista de Brasília, entre os quais estão: gêneros alimentícios, autosserviço, autopeças, material de construção, drogas e medicamentos.  Ao todo, são, aproximadamente, 400 empresas representadas pela entidade sindical sem fins lucrativos. E, atualmente, sua base é composta de 187 empresas associadas.

 

Além de coordenar, proteger, apoiar, integrar e representar legalmente o segmento de atacado e distribuição em todo o Distrito Federal exerce um papel relevante no crescimento da representatividade de seus associados e parceiros. É filiado à Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD) e à Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal.

 

A entidade é o elo entre o setor atacadista, governo, varejistas e a sociedade em geral, além de defender os interesses e anseios de seus associados, agregar forças na criação de melhorias e promover a integração da classe atacadista.
Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem