Projeto oferece oficinas em teares manuais para idosos

Iniciativa apoiada pelo Fundo de Arte e Cultura visa resgatar tradições, valorizar memória coletiva e proporcionar oportunidades de aprendizado (Foto: Secult)
Iniciativa apoiada pelo Fundo de Arte e Cultura visa resgatar tradições, valorizar memória coletiva e proporcionar oportunidades de aprendizado (Foto: Secult)

A primeira edição do projeto "Tear: memória coletiva" oferece oficinas em teares manuais, tendo como público-alvo exclusivo os assistidos pelo Centro de Convivência de Idosos (CCI), unidade mantida pela Prefeitura de Anápolis.

Por Kattia Barreto - Agência Cora Coralina

Os materiais necessários são disponibilizados gratuitamente aos participantes e os interessados ainda podem se inscrever no próprio Centro de Convivência de Idosos.

As aulas começaram no dia 6 de novembro e seguem até 5 de dezembro, duas vezes por semana, no período da tarde, sempre às segundas-feiras. Após o término das oficinas, haverá uma festa no dia 6 de dezembro marcando o encerramento das atividades e uma celebração das conquistas individuais e coletivas alcançadas ao longo das aulas.

Oficinas em teares

O "Tear: memória coletiva" é idealizado e conduzido por Neire Rodrigues, artesã e oficineira, com uma trajetória de 25 anos dedicados à tecelagem.

"O projeto se firma como uma iniciativa que vai além da tecelagem, sendo um fio condutor para a construção de uma comunidade mais conectada, enriquecida por suas próprias memórias e tradições", afirma a idealizadora.

A iniciativa visa proporcionar não apenas o aprendizado da tecelagem, mas também momentos de lazer, entretenimento e bem-estar dos participantes. O objetivo é valorizar a memória coletiva por meio da preservação de tradições artesanais, enquanto oferece uma nova perspectiva de atividade geradora de renda.

Dentre os participantes, a história de Juraci Kolt Balbino de 84 anos destaca-se como exemplo de determinação e vitalidade. Além de suas responsabilidades domésticas, dona Juraci pratica hidroginástica e aula de artesanato no Centro de Convivência dos Idosos.

Ao tomar conhecimento das oficinas de tecelagem, não hesitou em se inscrever. E já na primeira aula dona Juraci Balbino surpreendeu a todos ao completar um belo tapete. Será presente para sua filha.
Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem