Alerta nas férias: uso excessivo de telas pode prejudicar a saúde ocular das crianças e adolescentes

 

Durante as férias escolares, é comum que crianças e adolescentes aumentem consideravelmente o tempo diante de telas digitais, como celulares, computadores e videogames. No entanto, esse hábito aparentemente inofensivo pode ter consequências sérias para a saúde ocular, como miopia irreversível. 


De acordo com uma pesquisa do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), 72% dos oftalmologistas relatam maior detecção de miopia em crianças e adolescentes no Brasil desde 2021. A Dra. Giovanna Marchezine, oftalmologista do Hospital de Olhos de Cuiabá (HOC), explica: “O processo de formação visual nas crianças está em constante desenvolvimento. A exposição excessiva às telas pode aumentar as chances de miopia, e até mesmo intensificar o quadro, podendo chegar ao ponto de ser irreversível.”


As consequências dessa prática podem se apresentar em sintomas como dificuldade de enxergar, coceira, ardência e vermelhidão nos olhos. A oftalmologista também destaca a importância dos responsáveis estarem atentos caso as crianças e adolescentes estejam muito próximos às telas. “Os mais jovens tendem a aproximar muito o celular do rosto, o que pode resultar na dificuldade em enxergar de longe. Além disso, quando passamos muito tempo de frente às telas, a tendência é piscarmos menos e focar constantemente nosso olhar para as imagens e letras na tela.  Esse comportamento acaba sobrecarregando os músculos dos olhos”. A recomendação é ficar a uma distância de pelo menos 50 centímetros das telas. 


Estabelecer limites de tempo para o uso de telas, impor pausas regulares, usar colírio e conferir o distanciamento são algumas dicas que a especialista compartilha para garantir a saúde ocular e prevenir complicações futuras. Esse cuidado não se limita apenas aos mais jovens. “Pais e responsáveis devem ser exemplos, reduzindo o próprio tempo de exposição e planejando atividades familiares saudáveis, como brincadeiras ao ar livre, leitura e participação em atividades domésticas”, indica Giovanna.


Além disso, é essencial que as crianças passem por consultas de rotina e check-ups durante as férias escolares. “Essas avaliações não apenas previnem problemas de saúde ocular, mas também auxiliam na detecção precoce de dificuldades de aprendizagem que a miopia pode causar”, alerta a oftalmologista do Hospital de Olhos de Cuiabá.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF