“Essa refinaria vai faturar US$ 100 bilhões por ano”, diz Lula sobre Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco

18.01.2024 - Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, posa para foto com Foto com 250 funcionários da refinaria Abreu e Lima. Ipojuca / PE - Foto: Ricardo Stuckert / PR
18.01.2024 - Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, posa para foto com Foto com 250 funcionários da refinaria Abreu e Lima. Ipojuca / PE - Foto: Ricardo Stuckert / PR

Com a retomada das obras da unidade, Governo Federal e Petrobras projetam geração de cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos

Por Planalto

"Esse dia é muito importante para o Brasil, para a Petrobras, para Pernambuco, para o povo trabalhador brasileiro e, pessoalmente, para mim. Essa refinaria, quando estiver funcionando totalmente, vai faturar US$ 100 bilhões por ano", declarou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quinta-feira (18), durante a cerimônia de retomada das obras da Refinaria Abreu e Lima, na cidade de Ipojuca, em Pernambuco.

Com a ampliação da unidade, a Petrobras e o Governo Federal projetam uma geração de cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos e um acréscimo de cerca de 13 milhões de litros de Diesel S10 (de baixo teor de enxofre) por dia à capacidade de produção nacional.


O investimento na Refinaria Abreu e Lima está previsto no Plano Estratégico 2024-28+ da Petrobras e faz parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Já em fase de contratação, a construção do Trem 2 da refinaria tem data para finalização em 2028, quando passará a ter capacidade para processar 260 mil barris de petróleo por dia. As obras estão previstas para o segundo semestre deste ano.

"Estamos inspirados para fazer uma ampliação do projeto que havia de ser, e será a segunda maior refinaria brasileira, e a refinaria mais moderna de todo o continente americano, inclusive Estados Unidos e Canadá", disse Jean Paul Prates, presidente da Petrobras.

Além da conclusão do Trem 2, o projeto prevê a construção da primeira unidade SNOX do refino brasileiro, que será responsável por transformar óxido de enxofre (SOx) e óxido de nitrogênio (NOx) em um novo produto para comercialização. As obras já estão em andamento e a unidade começa a operar em 2024.


Ainda este ano, também começam as obras para a ampliação da produção do Trem 1 (Revamp), que proporcionará aumento de carga, melhor escoamento de produtos leves e maior capacidade de processamento de petróleo do Pré-sal. A expectativa de conclusão do Revamp (ampliação) do Trem 1 é no primeiro trimestre de 2025. "Todos esses investimentos vão fazer com que os sonhos dos pernambucanos voltem a estar na ordem do dia", disse o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho.

A governadora do estado, Raquel Lyra, por sua vez, pontuou que a retomada de obras da Refinaria é um ganho para a população pernambucana. "Ver esse sonho de milhares de pernambucanos que viram essa região com efervescência em razão da construção da refinaria, e ver a decadência desses empregos em razão de tudo que aconteceu nos últimos anos, nos coloca de maneira muito clara no dia de hoje, que estamos verdadeiramente vivendo tempos de mudança", destacou.

INVESTIMENTOS – Nos próximos cinco anos, a Petrobras vai investir US$ 17 bilhões em projetos de refino, transporte e comercialização no Brasil para ampliar a capacidade de produção de diesel e aumentar gradualmente a oferta de produtos para mercado de baixo carbono.

AUTONOMIA E RENDA — Lançado também neste evento pela Petrobras, o Programa Autonomia e Renda oferecerá cursos de capacitação, nas modalidades de formação inicial continuada e cursos técnicos, a pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica. A primeira fase conta com parceria do SESI-SENAI e Institutos Federais de Tecnologia, Ciência e Inovação.

Os selecionados serão treinados para atuação no setor de Energia, em localidades da área de abrangência das operações da Petrobras e com vistas a contribuir com a implementação do Plano Estratégico 2024 – 2028+. Serão priorizados grupos como mulheres, pessoas negras, pessoas com deficiência e refugiados.

Serão mais de 19 mil vagas, entre cursos no SENAI e nos Institutos Federais (IFs), além de vagas para cursos técnicos, também no SENAI e nos IFs. Os estados a serem atendidos na primeira fase são Pernambuco, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo, sendo que 37% das vagas serão destinadas a Pernambuco.

Os participantes contemplados nos processos seletivos vão receber bolsa-auxílio no valor de R$ 660 mensais durante o período em que estiverem realizando os cursos. Para as mulheres com filho (s) até 11 anos, a bolsa auxílio será no valor de R$ 858 mensais. Além da bolsa-auxílio, a iniciativa ainda apresenta como diferenciais: reforço de Português e Matemática para melhoria da escolaridade; conteúdo obrigatório de Segurança, Meio Ambiente Saúde (SMS) para fortalecer a segurança nas obras e operações, acompanhamento psicossocial e oferta de cursos para o desenvolvimento de competências socioemocionais e pessoais.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF