Foto: Luis Fernando.

O deputado tucano Célio Silveira (foto), usou a tribuna no dia23 de julho para cumprimentar o governador de Goiás Marconi Perillo (PDSB) pela inauguração do Hospital de Urgências Governador Otavio Laje de Siqueira (HUGOL), inaugurado no dia 6 de julho

O deputado tucano Célio Silveira (foto), usou a tribuna no dia23 de julho para cumprimentar o governador de Goiás Marconi Perillo (PDSB) pela inauguração do Hospital de Urgências Governador Otavio Laje de Siqueira (HUGOL), inaugurado no dia 6 de julho. “Trata-se de um hospital totalmente equipado, com 450 leitos e com centro de queimaduras, que custou 260 milhões de reais”, declarou Célio. 

O parlamentar goiano afirmou também que “foi uma grande obra do governador Marconi Perillo para todo o povo goiano”. Dr. Célio disse ainda que o HUGOL “é um hospital de primeiro mundo”.

No final, Dr. Célio não perdeu a oportunidade de fazer críticas ao governo federal. “Não quero entrar na questão de mentiras e verdades, quero dizer a todos que o povo brasileiro está sofrendo, e sofrendo muito, com os atos do ministro da fazenda Joaquim Levy. A conta de energia ninguém dá mais conta de pagar; a gasolina está cara; há corrupção para todo lado, mesmo assim, acredito que o Brasil tem que ter um jeito e nós vamos trabalhar para isso”, disse. 
ANVISA - O deputado Célio Silveira, juntamente com outros parlamentares federais, cobrou no dia 28 de maio da Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA) a autorização para que o Instituto Butantan promova a fase 3 de testes de vacina contra a dengue. No mesmo dia, ele postulou para que o órgão conceda o registro para a vacina já desenvolvida pela empresa Sanofi. Dr.Célio quis saber dos representantes do governo federal presentes no encontro o que os prefeitos podem fazer com eficiência para controlar os surtos da dengue. 

Um representante do Ministério da Saúde preferiu o silêncio como resposta, mas o diretor do Instituto Butantan foi mais simpático. Ele afirmou que falta maior cooperação dos governos federal, estadual e municipal para o enfrentamento do problema. “O povo brasileiro não suporta mais enfrentar os surtos de dengue e não admite que o governo federal protele a disponibilização da vacina contra essa terrível doença”, disse Dr. Célio.

Com informações de Afrânio Meireles