A ansiedade diminui e a pressão melhora; o som acalma e acalanta e a dor fica mais suportável. A utilização da música na humanização do ambiente hospitalar tem sido de fundamental importância para os pacientes do Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin) e no Hospital Regional de Luziânia (HRL).

Agora será a vez dos pacientes do Hospital Regional de Formosa participarem também do Projeto Amor Cantado – Acolhimento Musical, iniciativa do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimentos – IMED. Nele, os pacientes que estão em tratamento assistem, todas as quartas-feiras, uma live com programação especial, regada de muita música e mensagens positivas.

O hospital aderiu ao programa e exibiu, pela primeira vez nesta quarta-feira (21), a live para os pacientes internados nas enfermarias – geral e Covid –, além da maternidade. “É um prazer imenso fazer parte desse projeto e poder oferecer aos nossos pacientes e colaboradores um momento de alegria e desconstração”, contou Vânia Fernandes, diretora do HRF.

O projeto teve início em agosto e se consolidou como um grande aliado na recuperação dos pacientes. “O objetivo do Amor Cantado é oferecer leveza, distração e saúde humanizada. É gratificante ver a consolidação e a expansão do projeto”, complementou Getro de Oliveira Pádua, diretor do Imed.

Já são mais de 300 minutos de programação, 1.900 visualizações e centenas de pacientes beneficiados. A live é transmitida simultaneamente para os três hospitais e pode ser acompanhada por pacientes, familiares e profissionais das unidades através de smart tv, tablets e smartphones.

“Eu gostei muito do projeto. Me trouxe um sentimento bom ouvir essas músicas e saber que tem pessoas cantando para gente”, disse Gerson Alves das Neves, de 71 anos, paciente do Hospital Regional de Formosa.

No Hospital Regional de Luziânia, os pacientes se emocionaram bastante com a edição desta quarta-feira (21). "Cheguei até a chorar ouvindo as músicas. Muito bonita a homenagem. Adorei ele usando rosa para chamar atenção da campanha. Temos que tomar cuidado com o câncer de mama", disse a paciente Teresinha Ferreira, de 73 anos.

Homenagem aos médicos

Além de celebrar o início do projeto no Hospital Regional de Formosa, o engenheiro Hercílio Ramos Júnior, voluntário que dá voz ao Amor Cantado, homenageou também os profissionais médicos, que se dedicam diariamente em salvar vidas.

No último domingo (18), foi comemorado o Dia do Médico.  “A música oferece esperança e um conforto. Muitos médicos precisaram sair de casa para não expor suas famílias. Muitos foram levados pela doença. Queremos que todos celebrem com a música cada etapa vencida”, afirma Hercílio.

Um vídeo com o depoimento da doutora Ana Sara Mendenha, do Hutrin foi exibido durante a apresentação musical. “Ser médico é ter a oportunidade de ser uma pessoa melhor, de fazer o bem e de tentar transformar o mundo em um lugar melhor. Além de curar o paciente, tentamos espalhar o amor. Esse é o nosso principal objetivo”, disse Ana Sara.

Assessoria de comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br  

Dario Vasconcelos (11) 95761-7712 – dario@ecco.inf.br

Carol Castro (61) 98320-1718 – carolina@ecco.inf.br

Camila Brunas (62) 9953-5680 - camila@ecco.inf.br