Em nova pesquisa registrada na Justiça Eleitoral sob o número GO – 05212/2020,  na cidade de Luziânia-GO, mostra Diego Sorgatto em primeiro com 62,9%. O Deputado estadual tem mais do que o triplo das intenções de voto da segunda colocada


Se a eleição para a Prefeitura de Luziânia fosse realizada hoje, o deputado estadual Diego Sorgatto (DEM) seria eleito com 62,9% dos votos válidos – quando são desconsiderados os números de indecisos, nulos e brancos. É o que retrata pesquisa estimulada realizada no dia 27 e 28 de outubro pelo instituto Diagnóstico Pesquisas de Comportamento, com margem de erro de 4,7 pontos percentuais para mais ou para menos.

Diego aparece neste levantamento com o triplo da intenção de votos da segunda colocada, professora Edna Aparecida (Podemos), atual vice-prefeita, que tem 19,8%. Edna é vice-prefeita de Cristóvão Tormin (PSD), que recentemente conseguiu voltar ao comando do Executivo a despeito dos processos judiciais a que responde. O deputado estadual Wilde Cambão (PSD) está na terceira posição, com 9,8% dos votos válidos.

Completam as demais posições na pesquisa estimulada – quando são apresentadas ao eleitor cartelas com os nomes dos candidatos – o motorista Alex Meirelles (Patriota), com 3,3%; seguido pelo agenciador de propaganda Duda Lemos (PROS), com 3,1%; e Professor Lukas (PSOL), com 1,1%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número GO – 05212/2020.

Espontânea
Diego Sorgatto também lidera a pesquisa espontânea – quando não há nenhuma apresentação prévia de nomes aos entrevistados – com 48,3% das intenções de voto. Professora Edna permanece na segunda colocação, com 15,2%. Ela é seguida pelo deputado Wilde Cambão (6,9%), Duda Lemos (2,3%), Alex Meirelles (2,1%), Professora Lukas (0,5%) e Maria Tereza (0,2%). Neste levantamento 7,6% dos eleitores afirmaram que votariam em branco ou anulariam o voto; e 17% mostraram-se indecisos.

O deputado Wilde Cambão, apoiado pelo prefeito Cristóvão, é o mais rejeitado por 21,4% dos eleitores. Professora Edna, que ocupou a prefeitura interinamente durante o afastamento de Cristóvão por cerca de oito meses, é a segunda mais rejeitada, com 20%. Em terceiro lugar aparece Duda Lemos, com 13,1%; seguido por Diego Sorgatto, na quarta posição, com 12,4%. Quando questionados em quem não votariam para prefeito de jeito nenhum, 8% citaram Alex Meirelles e 6%, Professor Lukas. Não rejeitariam ninguém totalizou 28% dos entrevistados, e 14,3% não souberam responder ou não opinaram.

Veja abaixo os principais resultados:

PESQUISA ESTIMULADA – EM VOTOS VÁLIDOS:
Diego Sorgatto (DEM) – 62,9%
Professora Edna (Podemos) – 19,8%
Wilde Cambão (PSD) – 9,8%
Alex Meirelles (Patriota) – 3,3%
Duda Lemos (PROS) – 3,1%
Professor Lukas (PSOL) – 1,1%

PESQUISA ESPONTÂNEA
Diego Sorgatto (DEM) – 48,3%
Professora Edna (Podemos) – 15,2%
Wilde Cambão (PSD) – 6,9%
Duda Lemos (PROS) – 2,3%
Alex Meirelles (Patriota) – 2,1%
Professor Lukas (PSOL) – 0,5%
Maria Tereza – 0,2%
Branco / Nulo – 7,6%
Não sabe / Não opina – 17%

REJEIÇÃO
Wilde Cambão – 21,4%
Professora Edna – 20%
Duda Lemos – 13,1%
Diego Sorgatto – 12,4%
Alex Meirelles – 8%
Professor Lukas – 6%
Não rejeita ninguém – 28%
Não sabe / Não opina – 14,3%



Com informações do portal É Mais Goiás.