Obra traz um compilado de artigos da MVB Advogados, que atua na área há 20 anos e é especialista no assunto

O escritório MVB Advogados comemora 20 anos de atuação. Ao longo desse período, os advogados Jean Gustavo Moisés, Clovis Alberto Volpe Filho e Guilherme Del Bianco de Oliveira construíram um legado de muito êxito atuando fortemente no direito empresarial e direito do agronegócio. Buscando sempre eliminar burocracias para favorecer a vida e os negócios do setor, pois entenderam que o importante é a atuação jurídica ética com foco no resultado. 

Para celebrar os 20 anos, os sócios lançaram o Livro: O direito do Agronegócio sob o enfoque da advocacia. Conforme o advogado Clóvis Volp, o tema está na gênese do escritório e é destaque na carteira de clientes. “Fomos inseridos nessa área quando ainda a agropecuária brasileira estava ganhando importância na economia internacional, se tornando hoje campeã mundial na exportação de vários produtos que alimentam o planeta”, explica.

Agronegócio no Brasil

Segundo o advogado Jean Gustavo Moisés, a atividade econômica no Brasil ganha cada vez mais destaque no que tange à profissionalização e produtividade. Com isso, produtores rurais e empresas passaram a entender a importância do acompanhamento jurídico para compreensão das relações comerciais, das leis, dos contratos, etc. “Os profissionais do direito inseridos na cadeia produtiva do agronegócio precisam estar comprometidos com a geração e circulação de riquezas, viabilizando negócios e principalmente dando segurança às relações”, diz.

 Livro

O Livro: O direito do Agronegócio sob o enfoque da advocacia busca trazer mais luz ao tema e auxiliar os profissionais que buscam soluções dentro do agronegócio.

A obra da Editora Ribeirão tem 358 páginas que reúne artigos elaborados por advogados e advogadas pertencentes ao escritório MVB, abrangendo temas atuais e sensíveis ao agronegócio. “Esses 20 anos de estudos e atuações práticas estão bem representados neste livro. Esperamos, conjuntamente, fortalecer o agronegócio brasileiro por meio dessa obra”, comenta o advogado Guilherme Del Bianco de Oliveira.